A força das mulheres no empreendedorismo

12/12/2019

Uma engenheira elétrica que abriu uma empresa de inteligência de dados voltada para sistema de gestão de risco em saúde. Uma nutricionista que criou uma empresa de marketing digital sobre gastronomia. Uma psicóloga que criou uma aceleradora de startup para a população negra. Essas são algumas das histórias de mulheres empreendedoras incentivadas pelo projeto Itaú Mulher Empreendedora, realizado há cinco anos pelo Itaú Unibanco para compartilhar boas práticas e histórias de sucesso do empreendedorismo feminino no Brasil.

A paridade de gênero no mundo do empreendedorismo tem grande potencial, segundo mostra o estudo Closing the Gender Gap, da McKinsey & Company. Até 2025, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil poderia ter um incremento de R$ 850 milhões caso os dois gêneros estivessem no mesmo patamar.

Segundo a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM 2017), há mais mulheres em empreendimentos no estágio inicial (20,7% contra 19,9% dos homens). Mas quando se fala em negócios estabelecidos, elas ficam atrás com 9,9%, e os homens têm o percentual de 18,6%, quase o dobro.
O que antes era um projeto para vender um eletrocardiógrafo portátil para ser acoplado no telefone celular e monitorar a frequência cardíaca das pessoas ganhou proporções maiores do que a ideia original. Fabiana Salles, engenheira elétrica, em meio à busca para vender seu produto, percebeu um nicho não explorado em relação ao uso de dados na área da saúde e apostou na ideia.

“Em 1999 não existia movimento empreendedor, não existia startup. O termo empreendedorismo também não era muito usado”, conta. “Eu tinha duas alternativas. Uma era continuar insistindo, e a outra era usar tudo que eu aprendi para fazer um negócio novo. E foi assim que a gente criou a Gesto. A Gesto Saúde nasceu para fazer gestão de risco de saúde dentro das empresas”, explica Fabiana.

Foram duas incubações, sem perspectiva de sucesso, até que, em 2013, ela conseguiu o seu primeiro investidor. Hoje, a Gesto Saúde trabalha com 200 empresas, gerencia dados de 1 milhão de pessoas e emprega 150 profissionais. A empresa utiliza a inteligência de dados para otimizar os serviços de saúde e oferecer preços melhores para os empregadores.

SAIBA MAIS

https://imulherempreendedora.com.br/

https://pt-br.facebook.com/imulherempreendedora/

Mulheres não têm medo de empreender

A história de Fabiana é apenas uma das compartilhadas pelo Itaú Mulher Empreendedora. Priscila Sabará é outro exemplo. Ela criou em 2012 um marketplace com compartilhamento de conteúdo sobre experiências gastronômicas. “Eu comecei a transformar a experiência alimentar em produtos de entretenimento. Hoje a gente realmente entendeu qual era a potência dessa ideia se transformando no negócio.”
O Itaú Mulher Empreendedora é baseado em três pilares: capacitação, inspiração e conexão. Além de disponibilizar um material gratuito no seu site com artigos, vídeos e ferramentas, todos voltados para o empreendedorismo e relatos reais de mulheres que conseguiram alcançar a sustentabilidade das suas empresas, o também oferece serviços exclusivos para as suas clientes. São workshops, palestras e programa de aceleração e que, desde o início do programa, já atendeu mais de 22 mil empreendedoras.

Fonte: Jornal do Commercio

 


Veja também

Porto Digital estimula programas de empreendedorismo

Porto Digital estimula programas de empreendedorismo

02/09/2019 - O Porto Digital está abrindo 44 vagas para pré-incubação e incubação de empresas atravé...

Participe do Vestibular 2018.2 da Europeia

Participe do Vestibular 2018.2 da Europeia

13/08/2018 - Seguem abertas as inscrições para o Vestibular 2018.2 da Faculdade Europeia. São três opções de cur...

Europeia vira palco para a criatividade

Europeia vira palco para a criatividade

17/09/2018 - O The Maker, o primeiro movimento colaborativo pela criatividade  em sala de aula da Faculdade Europeia, teve como objetivo a constru&c...

As vantagens do curso de Administração da Europeia

As vantagens do curso de Administração da Europeia

20/11/2017 - Na entrevista a seguir, o coordenador do curso de Bacharelado em Administração da Faculdade Europeia, professor Gilson Feitosa...