Habilidades comportamentais estão cada vez mais valorizadas

26/11/2018

Diante da automatização do mercado de trabalho, profissionais com múltiplas habilidades comportamentais serão cada vez mais necessários nos próximos anos. Essas habilidades são denominadas soft skills e estão ligadas à inteligência emocional das pessoas e como elas lidam com problemas e soluções no espaço laboral. Em uma pesquisa realizada em diversos países, a plataforma de cursos online Udemy mapeou quais as dez mais populares nos mercados em 2018.

O levantamento surgiu a partir do norteamento de outras pesquisas realizadas com empregadores. Uma delas, a Realizando 2030: Uma Visão Dividida do Futuro, da Dell Technologies, mostrava que 77% dos empregadores consideravam as habilidades comportamentais mais importantes que as habilidades técnicas. Em contraponto, os analistas de dados da Udemy perceberam que os alunos da plataforma estavam em busca de cursos de aperfeiçoamento das hard skills, ou seja, o aprendizado voltado à qualificação técnica ou tecnológica.

A partir do questionamento, a pesquisa fez o mapeamento das soft skills mais populares em mercados de diferentes contextos, como o do Brasil, Alemanha, Estados Unidos e outros países atendidos pela plataforma. “Tanto no Brasil quanto no exterior pouco se fala nesse contexto do mercado e muito se fala no avanço das máquinas. Tanto que pesquisas mostram que 80% dos empregadores acreditam que o futuro do trabalho será um misto de humanos e robôs. Mas pouco se fala nessas soft skills”, explica o gerente geral da Udemy no Brasil, Sérgio Agudo.





Entre as soft skills mais demandadas (veja a arte ao lado), Agudo considera a inteligência emocional como uma das mais importantes. “A partir dela se sabe como se relacionar com seu time. Sabe-se como evitar conflito, como lidar com as pessoas. As prioridades são as habilidades interpessoais”, comenta Sérgio.

Para a presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos em Pernambuco (ABRH-PE), Ana Karla Cantarelli, o primeiro passo para o desenvolvimento das habilidades é o autoconhecimento. “Para você adquirir habilidades, precisa se conhecer. Há testes de avaliação online para adquirir um auto-olhar. A partir dele, você aprende quais as suas forças, fraquezas e o que precisa melhorar”, explica.

Segundo ela, a discussão das soft skills vem com um retardo, precisando de uma ampliação do debate nas empresas. “A gente precisa muito discutir no mercado. Sempre se imagina que o racional é o caminho mais fácil. Hoje, com automação, precisa de pessoas que façam análises desses processos e saibam desenvolver habilidades que só os humanos conseguem”, completa a presidente da ABRH, sobre as consequências da revolução tecnológica.

Do JC


Veja também

Europeia vira palco para a criatividade

Europeia vira palco para a criatividade

17/09/2018 - O The Maker, o primeiro movimento colaborativo pela criatividade  em sala de aula da Faculdade Europeia, teve como objetivo a constru&c...

Aulas suspensas nesta quinta

Aulas suspensas nesta quinta

24/05/2018 - Devido ao cenário de paralisação que domina o País, com o consequente desabastecimento das cidades e a redu&cced...

Gestão, Sustentabilidade e Terceiro Setor no CE2018

Gestão, Sustentabilidade e Terceiro Setor no CE2018

23/04/2018 - Confira alguns momentos da mais recente edição do Café Empreendedor Europeia 2018, projeto desenvolvido pela institui&c...

Sebrae oferece consultoria gratuita para empreendedor

Sebrae oferece consultoria gratuita para empreendedor

17/07/2017 -   Quem busca orientações sobre planejamento empresarial, finanças, marketing, vendas e e-commerce não pode...