Faculdade Europeia no Outubro Rosa

11/10/2018

Chegou outubro e, com ele, desde 1990, acontece o Outubro Rosa, movimento criado para alertar e estimular a população a fazer o controle do câncer de mama, o mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma. O câncer de mama, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca) , responde por 28% dos casos novos a cada ano. Também acomete homens, mas é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade a incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico. São estimados para 2018, segundo o Inca, 59.700 novos casos da doença. Em 2013, segundo dados do DataSus, foram 14.388 mortes, sendo 181 homens e 14.206 mulheres.

Por tudo isso, a Faculdade Europeia não poderia deixar de apoiar essa iniciativa, que todos os anos é realizada no Brasil. Tem como objetivo compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

Em 2018, a campanha Outubro Rosa do Inca tem como tema "Câncer de mama: vamos falar sobre isso?". A meta é fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde para o rastreamento e o diagnóstico precoce do câncer de mama e desmistificar conceitos em relação à doença.

A CAMPANHA
A campanha enfatiza a importância de a mulher conhecer suas mamas e ficar atenta às alterações suspeitas; informa que para mulheres de 50 a 69 anos é recomendada a realização de uma mamografia de rastreamento a cada dois anos; mostra a diferença entre mamografia de rastreamento e diagnóstica; esclarece os benefícios e malefícios da mamografia de rastreamento; e informa que o Sistema Único de Saúde (SUS) garante a oferta gratuita de exame de mamografia para as mulheres brasileiras em todas as faixas etárias.

 




O QUE AUMENTA OS RISCOS?
O câncer de mama não tem somente uma causa. A idade é um dos mais importantes fatores de risco para a doença (cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos). Outros fatores que aumentam o risco da doença são:
- Fatores ambientais e comportamentais
- Obesidade e sobrepeso após a menopausa
- Sedentarismo (não fazer exercícios)
- Consumo de bebida alcoólica
- Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X)
- Fatores da história reprodutiva e hormonal
- Primeira menstruação antes de 12 anos
- Não ter tido filhos
- Primeira gravidez após os 30 anos
- Não ter amamentado
- Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos
- Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona)
- Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos
- Fatores genéticos e hereditários
- História familiar de câncer de ovário
- Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos
- História familiar de câncer de mama em homens
- Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2

COMO PREVENIR O CÂNCER DE MAMA
Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis como:
- Praticar atividade física regularmente
- Alimentar-se de forma saudável
- Manter o peso corporal adequado
- Evitar o consumo de bebidas alcoólicas
- Amamentar

SINAIS E SINTOMAS
É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias.
Os principais sinais e sintomas do câncer de mama são:
- Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor
- Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja
- Alterações no bico do peito (mamilo)
- Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço
- Saída espontânea de líquido dos mamilos

* As mulheres devem procurar imediatamente um serviço para avaliação diagnóstica ao identificarem alterações persistentes nas mamas. No entanto, tais alterações podem não ser câncer de mama.

Com informações oficiais do INCA - Ministério da Saúde


Veja também

Atenção! Feriado do Dia do Trabalho

Atenção! Feriado do Dia do Trabalho

28/04/2018 - #COMUNICADO: Em virtude do feriado do dia do trabalhador (01/05/2018) terça-feira, não haverá expediente no dia 30/04/2...

Saiba tudo sobre o Vestibular Europeia 2018

Saiba tudo sobre o Vestibular Europeia 2018

04/12/2017 -    #Vestibular2018 O coordenador do curso de Administração da Faculdade Europeia, Gilson Feitosa, convida voc&...

Aulas continuam suspensas nesta segunda (28/5)

Aulas continuam suspensas nesta segunda (28/5)

28/05/2018 - As aulas na Faculdade Europeia seguem suspensas nesta segunda-feira (28/5/2018) em função da permanência da greve dos ca...

Sebrae oferece consultoria gratuita para empreendedor

Sebrae oferece consultoria gratuita para empreendedor

17/07/2017 -   Quem busca orientações sobre planejamento empresarial, finanças, marketing, vendas e e-commerce não pode...